Empresa falsifica documento para não pagar custos da escolta

Empresa falsifica documento para não pagar custos da escolta

Neste domingo, 8, um veículo foi flagrado transitando com Autorização Especial de Trânsito (AET) com dados falsos, porque a empresa não queria arcar com custos de escolta.

O flagrante foi registrado no km 663 da BR 153, no município de Gurupi (214 Km de Palmas). A Polícia Rodoviária Federal abordou caminhão transportando uma máquina de grandes dimensões, sendo que durante a fiscalização, a equipe percebeu que as medidas do veículo e carga estavam diferentes do previsto e autorizado na AET.

Nas medidas constantes no documento, o veículo poderia transitar sem a escolta, mas, nas medidas reais e aferidas no momento da abordagem, viram que seria necessário utilizar serviço de escolta credenciada pelo Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

A PRF constatou que a empresa adulterou os números com o objetivo de economizar dinheiro. “Para isso, colocou em risco os usuários da rodovia, pois o transporte era feito sem todas as medidas de segurança necessárias”.

A carga saiu de Belo Horizonte/MG e tinha como destino final Belém/PA.

A empresa foi autuada por falsidade ideológica. A ocorrência foi encaminhada para delegacia da Polícia Civil em Gurupi.

Comentários do Facebook

Redação