Ação da CMP e FUP vende gás de cozinha a 29 reais nesta quinta em Palmas

Ação da CMP e FUP vende gás de cozinha a 29 reais nesta quinta em Palmas

Gás a preço justo, comida no prato e vacina no braço é o lema do movimento que vai levar o gás de cozinha para a população por R$ 29, em uma ação da Central de Movimentos Populares (CMP), Federação Única dos Petroleiros (FUP) e do deputado estadual Zé Roberto Lula (PT), que vai disponibilizar 50 cestas básicas para a população carente do Taquari.

A ação acontece nesta quinta-feira, 29, a partir das 14h, em Palmas na Quadra T. 33 na Comunidade Capadócia no Setor Taquari e integra a articulação nacional que acontece em mais 10 cidades, além da Capital tocantinense. Serão vendidos um total de 50 botijões de gás para as famílias carentes e as cestas serão distribuídas também no local.

Com a privatização da Petrobrás em debate no Congresso Nacional, a iniciativa visa fortalecer a luta contra o desmonte das riquezas brasileiras e pelo auxílio alimentação de 600 reais para todas as pessoas que enfrentam grandes dificuldades neste momento de Pandemia.

No Tocantins já são mais de 158 mil casos confirmados da Covid-19 com quase 2.500 mortos e no Brasil são quase 14,5 milhões de casos confirmados e as mortes se aproximam das 400 mil.

O deputado estadual Zé Roberto Lula ressalta que “este é um momento de unir forças e fazer a diferença na vida da população mais carente de Palmas e do Tocantins. Por isso estamos apoiando esta importante ação que vai garantir gás e o alimento para estas pessoas, que infelizmente, estão esquecidas pelo governo federal”.

O advogado Adelmário Alves, coordenador nacional da CMP, lembrou que com a redução do auxílio emergencial do governo federal para no máximo R$ 350 as famílias passam ainda mais necessidade e precisam de ajuda. “Por isso estamos integrando esta ação, que acontece em nível nacional, e vai levar o gás e o alimento para as pessoas que mais precisam neste momento. É hora de unir forças e ajudar a minimizar a fome em Palmas e em todo Brasil”, afirma.

Comentários do Facebook

Fábio Coêlho