Acusado de matar médico em Santa Rosa do Tocantins vai a Júri Popular

Acusado de matar médico em Santa Rosa do Tocantins vai a Júri Popular

Acusado de ter matado a facadas o médico Ricardo Maciel Catuladeira Miranda, no dia 1º de dezembro do ano passado, em Santa Rosa do Tocantins, Hanilton Bosso Araújo vai a Júri Popular em data ainda a ser definida. A decisão pela pronúncia do réu, dada nesta quarta-feira, 14, na Ação Penal proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE), é da juíza Edssandra Barbosa da Silva Lourenço, que responde pela Comarca de Natividade. 

Na sua fundamentação, ilustrada por julgados do próprio Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) e de outras cortes estaduais, a magistrada ressaltou que a “autoria é inconteste, uma vez que o acusado confessou ter sido o autor dos golpes de faca desferidos contra a vítima, o que foi corroborado pelo depoimento das testemunhas e informantes arroladas pela acusação”.

E na sequência lembrou que a “tese de legítima defesa sustentada tanto pelo acusado em seu interrogatório quanto por sua defesa em suas alegações finais não restou cabalmente demonstrada pela prova até então produzida nos autos”. Ainda segundo os autos, nos quais consta que revogação da prisão do acusado à época, pedida pela sua defesa e com anuência do Ministério Público, se deu em razão de seu estado de saúde, cujos prontuários, receituários e resultados de exames médicos do acusado foram juntados aos autos.

Informações Ascom TJ/TO

Comentários do Facebook

Redação