Em confronto com a polícia, suspeito de diversos crimes é atingido e vai a óbito em Palmas

Em confronto com a polícia, suspeito de diversos crimes é atingido e vai a óbito em Palmas

Um homem de 20 anos, suspeito de ser um dos maiores ladrões de veículos automotores do Tocantins, foi atingido em confronto com a Polícia Militar e veio a óbito, na noite de sexta-feira, 28, na região norte de Palmas. Em poder do criminoso os policiais apreenderam uma motocicleta Honda/Fan 160, cor preta, adulterada, e um revólver calibre 38, com cinco munições deflagradas.

Por volta das 21 horas, durante patrulhamento na Avenida NS 15, região norte de Palmas, equipes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitana (Rotam), tentaram realizar a abordagem a um suspeito que estava em uma motocicleta. Ao perceber a aproximação policial, o indivíduo empreendeu fuga em alta velocidade.

Os policiais realizaram o acompanhamento ao suspeito e fizeram a aproximação, momento em que o homem tentou pular o meio fio da calçada em direção a um matagal, vindo a perder o controle da motocicleta. Nesse instante ele saltou do veículo, sacou um revólver e efetuou disparos em direção aos policiais, que revidaram a agressão e atingiram o suspeito. As equipes solicitam apoio médico especializado, que posteriormente constatou o óbito do indivíduo.

A Perícia Técnica foi acionada e compareceu ao local, que estava isolado, e realizou o trabalho técnico. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal. Posteriormente as equipes policiais tomaram conhecimento que o indivíduo, conhecido como Goiano, tinha passagem pela prática de diversos crimes contra o patrimônio, como roubo qualificado, furto qualificado (registrado oito vezes), associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, dentre outros. Sendo considerado um dos maiores ladrões de veículos automotores do Estado.

A arma utilizada para agredir os policiais (um revólver calibre 38) e o veículo (sem placa e com os sinais identificadores suprimidos) foram recolhidos e apresentados na Delegacia de Polícia, para as devidas providências.

Comentários do Facebook

Redação