‘Racismo no Cinema’ inicia ciclos de debates do Cine Cultura

‘Racismo no Cinema’ inicia ciclos de debates do Cine Cultura

Inicia nesta quinta-feira, 30 de julho, às 20 horas, o projeto ‘Ciclos de Cinema no Cine Cultura’ com o bate-papo ‘O Racismo no Cinema’, entre a jornalista Mariah Soares e a Mestre em Comunicação e membro do coletivo de Ajunta Preta, Janaina Costa, com mediação do Professor de Teatro Gustavo de Henrique. A live será transmitida no canal do Cine Cultura no Youtube: https://youtu.be/q0QqjgKt-qY.

O ‘Ciclos de Cinema do Cine Cultura’ é um projeto que promoverá vários encontros para um bate-papo, no formato de live, sobre diferentes assuntos ligados aos cinemas. “Serão temas atuais e de relevância para o público que desejar saber mais sobre racismo no cinema, os filmes de festivais, o cinema e a música, os rumos do cinema pós-pandemia, as trilhas sonoras e os filmes regionais e as plataformas digitais durante a pandemia” afirma a curadora do Cine Cultura, Elisângela Dantas.

O ‘Ciclos de Cinema’ conta com a participação de jornalistas, professores, críticos do cinema, diretores, técnicos, músicos e convidados do Tocantins, São Paulo, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Ceará, sendo que já conta com as mediações confirmadas de Gustavo Henrique, Diogo Jucá, Juliana Santana, Douglas Jansen, André Araújo, Nival Correia e Markinhos Rocha.

Discutir o racismo no cinema é fundamental para os dias atuais. Vamos discutir como o cinema americano, brasileiro influencia no nosso racismo estrutural e como ele molda muito das nossas vivências”, disse  professor Gustavo Henrique.

O ‘Ciclos de Cinema no Cine Cultura’ é uma oportunidade de juntar de forma virtual vários convidados em bate-papos sobre um assunto que muitos estão com saudades. Com o parque exibidor fechado surge a necessidade de manter acessa a cultura do cinema, os relevantes assuntos que a Sétima Arte engloba. Quais filmes brasileiros estão em relevância, como estão os festivais de Veneza, Toronto, Festival de Cinema de Gramado, Festival do Rio e Brasília, quais os rumos do cinema pós-pandemia. Estes serão alguns dos vários assuntos que nortearão as lives e que aguçam os cinéfilos”, concluiu Elisângela.

Fonte: Secom Palmas

Comentários do Facebook

Redação