Educação é reconhecida pela Aleto como essencial e Zé Roberto Lula defende vacina para todos trabalhadores antes da retomada

Educação é reconhecida pela Aleto como essencial e Zé Roberto Lula defende vacina para todos trabalhadores antes da retomada

“Volta as aulas somente com vacina”, é a defesa do deputado estadual Zé Roberto Lula (PT), que votou favorável ao PL 312/2021, que tornou as atividades escolares, educacionais e afins, essenciais no Tocantins, tendo em vista que o Projeto prevê um mecanismo para qualificar os trabalhadores da educação como grupo prioritário na vacinação. A votação aconteceu na tarde desta terça-feira, 27, no Plenário da Assembleia Legislativa do Tocantins (Aleto).

“Essa matéria colocada pelo deputado Olyntho requer a gente pensar sobre o seu conteúdo, sou contrário voltar às aulas sem vacinar os trabalhadores da educação, tivemos a experiência aqui no estado e nenhuma escola ficou mais de sete dias aberta e tivemos inclusive óbitos de professores”, alertou o deputado.

Para Zé Roberto a retomada das aulas deve tornar obrigatória a vacinação dos profissionais da educação. “Se abrir e não tiver vacinado, temos grande chance de termos um grande surto. Aula tem que ser só com vacina e colocando a educação como essencial, é possível vacinar os trabalhadores o mais rápido possível”, disse.

Projeto

O projeto de autoria do deputado Olyntho Neto (PSDB) que estabelece como essenciais as atividades escolares. Luana Ribeiro (PSDB) é coautora da proposta. 

A matéria isenta as escolas de suspensão ou interrupção durante a pandemia, já incluída no atual estado de calamidade pública, mas reconhece a possibilidade de diferentes níveis de limite para a presença física de estudantes, professores e demais funcionários.

De igual modo, o projeto estabelece a vacinação prioritária dos profissionais da educação e dos que atuam no ambiente escolar, como ocorre aos profissionais da Saúde.

Segundo o autor da matéria, a aprovação é um passo para o retorno das aulas, que ainda depende da vacinação dos professores e demais funcionários.

Com informações Dicom Aleto

Foto: Dicom Aleto

Comentários do Facebook

Redação